UA-145655153-1
 
  • Construtora J. Cardoso Grupo J. Cardoso

Após mais de um ano de Pandemia, o trabalho home office se consolidou como o preferido.

Após mais de um ano de Pandemia, o trabalho home office se consolidou como o preferido entre os trabalhadores.


Com o desenrolar da pandemia e a mudança que se fez necessária na forma de trabalho, muitas empresas consolidaram o home office como modelo de trabalho ideal no país.


A Workana, plataforma que conecta freelancers a empresas da América Latina, realizou uma pesquisa que mostrou que independentemente do fim da pandemia, 84,2% dos líderes entrevistados tem a intenção de continuar com o trabalho remoto (clique aqui para acessar a pesquisa).


Para isso, eles acreditam que o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal é um aspecto a ser priorizado.


E foi buscando isso que um dos diferenciais do Residencial Domus foi incorporado ao projeto: uma área completa de CoWorking.


Um espaço inteligente, preparado para o uso de tecnologias e que poderá ser usado para o trabalho diário (inclusive com uma copa) e até realizar reuniões (clique aqui para conhecer o Residencial Domus).


Uma forma de integrar a qualidade de vida de trabalhar em casa com a possibilidade de ter uma estrutura preparada para o trabalho.


A solução encontrada se reflete agora neste estudo. 45% das empresas entrevistadas afirmaram que já adotam o sistema home office e 15% avaliam a sua implementação definitiva.


Dentre as empresas que adotaram a colaboração remota:

  • 70% diz ter adotado com o objetivo de melhorar a qualidade de vida de seus funcionários,

  • 60% alega interesse em promover melhorias na questão da mobilidade urbana,

  • 47% teve como objetivo a retenção de talentos,

  • 36% disse estar em busca de redução dos custos com sede física, segundo a pesquisa.

Na verdade, o home office vem se mostrando extremamente vantajoso.


Além de sanar as necessidades corporativas, ainda os colaboradores deixam de gastar horas no trânsito do trajeto casa-trabalho-casa.


Além disso, há uma promoção do bem estar do colaborador e, todos sabem que profissionais felizes, produzem mais.


Esta nova realidade, no entanto, se consolidou graças a aos avanços do setor de tecnologia, que passou a oferecer soluções eficientes para a conexão de pessoas, por meio de sistemas de última geração, de fácil conexão e um ótimo custo benefício para as organizações.


Devices dotados de tecnologias inovadoras, como a capacidade de isolar ruído externo, multiplicar conectividade, baterias de longa duração, apps de reunião a distância, documentação com validação digital, entre outros, foram pensados para os profissionais que estão em movimento ou precisam estar conectados a todo instante, independente de onde esteja.


No entanto, adotar o home office não é uma tarefa fácil.


Mesmo que o formato encha os olhos de muitos empresários mundo afora, é importante ter parcimônia a empregá-lo de forma gradativa.


Se ainda não adotou, o início do processo deve levar em consideração a busca de soluções tecnológicas que se encaixem na realidade das necessidades da companhia e dos times envolvidos.


É preciso que as ferramentas possibilitem o trabalho remoto e em grupo, assim tarefas são distribuídas, realizadas e conferidas.


Outra dica importante é a elaboração de um kit com itens básicos de comunicação, a fim de auxiliar o profissional na reorganização de seu cronograma e buscar alternativas para que mantenha a produtividade nessa forma de trabalho.


Feito isso, então é chegado o momento de elaborar a transição propriamente dita.

É aconselhável escolher uma área específica e iniciar a implementação por ela, como por exemplo o setor de TI – que possivelmente estará envolvido neste processo – e, aos poucos, ampliar para outros departamentos.


Até mesmo selecionar um determinado número de colaboradores para testar a colaboração remota um dia por semana, alternando os setores.


Assim é possível promover a mudança no mindset da empresa como um todo, integrando times e lideres através de um objetivo em comum.


Com isso, todos poderão gerar impacto positivo e controlar os impactos negativos e desafios não previstos que surgirão ao longo do processo.


Afinal, é a uma empresa com pessoas trabalhando que está em jogo, então o cuidado, a paciência, a atenção e a dedicação são fundamentais para que o negócio prospere e siga a sua evolução de maneira saudável e rentável.


As principais tendências que devem ser adotadas na construção civil, a Construtora J. Cardoso já traz em seu lançamento mais recente, clique aqui para conhecer todas as vantagens e diferenciais do Residencial Domus.


#apartamento em sorocaba #comprar apartamento em sorocaba #construtorajcardoso #residencialdomus

1 visualização0 comentário